Cuidados na alimentação para idosos: entenda as mudanças do sistema digestivo com a idade

Imagem do post Cuidados na alimentação para idosos: entenda as mudanças do sistema digestivo com a idade

A preocupação com a alimentação é algo que nos acompanha por toda a vida. Mas quando a idade avança, a atenção precisa ser redobrada. Afinal, a alimentação para idosos pede um cuidado extra.

Quanto mais velhos ficamos, mais nosso organismo sofre mudanças em seu funcionamento. A começar pelas contrações intestinais, que podem se tornar mais lentas com o passar dos anos.

Fora isso, também é preciso somar à conta o impacto na nutrição, as alterações no paladar e a dificuldade para evacuar, que acaba afetando alguns idosos.¹

Por esses motivos, a população idosa é mais vulnerável a muitos distúrbios gastrointestinais

Nessas horas, é indispensável saber como cuidar da dieta para prevenir que a saúde seja afetada pelo desempenho mais lento do organismo.

Por isso, se você já alcançou a melhor idade, ou está em busca de dicas de alimentação saudável para idosos para cuidar de parentes queridos, continue a leitura e entenda a importância desse assunto.

Alimentação para idosos x funcionamento no intestino: entenda a relação

Basta a idade chegar para que as mudanças no corpo passem a ser percebidas.

Desde os aspectos físicos até o ritmo de funcionamento do organismo, muitas coisas se tornam mais lentas. E o intestino não fica de fora.

Além disso, muitos idosos são acometidos com doenças crônicas degenerativas, o que torna o uso de medicamentos mais frequente. Em paralelo, a microbiota e o funcionamento do intestino acabam prejudicados.

Outro fator que influencia é a baixa ingestão hídrica do idoso. Com o passar dos anos, acontece uma inibição da sede, o que faz com que o idoso sinta menos necessidade de beber água, e a baixa hidratação compromete também o sistema gastrointestinal

Com todas essas mudanças internas que acontecem, fica fácil compreender a importância da alimentação saudável para idosos, não é?

Por isso, vamos à algumas dicas essenciais para melhorar a dieta nessa etapa da vida.

3 dicas de alimentação saudável para idosos

A constipação é um dos distúrbios gastrointestinais mais comuns em idosos.4

Apesar de existirem muitos fatores contribuintes para a condição, a causa mais comum são os hábitos alimentares, que podem ser a principal razão ou um intensificador.

Falando principalmente da alimentação para idosos, dietas pobres em fibras e a baixa ingestão de líquidos podem ser agravantes, pois não estimulam naturalmente o funcionamento do intestino.

Por isso, a melhor alternativa para se ver livre da constipação e outros distúrbios intestinais é manter uma alimentação saudável para idosos. Não sabe como começar? Veja algumas dicas abaixo.

1. Aumente o consumo de fibra alimentar

Um aspecto que não pode ser esquecido ao falarmos sobre alimentação para idosos é a quantidade de fibra alimentar na dieta.

Isso porque, além de ser indispensável para o bom funcionamento do intestino, pois:

  • ajuda na retenção de água;
  • aumento do bolo fecal;
  • estímulo dos movimentos peristálticos (contrações musculares que favorecem o fluxo intestinal).

Além disso, a fibra alimentar também é importante para a imunidade. Afinal, elas são a principal fonte de alimento da microbiota intestinal.

Assim, quando em baixas quantidades, as bactérias boas do intestino não conseguem se alimentar e manter-se vivas. Por isso, em uma alimentação saudável para idosos, as fibras são indispensáveis.

Recomendação de fibras para idosos

Segundo os valores de referência de Dietary Reference Intakes (DRIs), do Institute od Medice, o consumo ideal de fibras para idosos acima de 50 anos é:5

  • homens: mínimo de 30g ao dia
  • mulher: mínimo de 21g ao dia.

No entanto, segundo o instituto, a maioria dos idosos não atinge o mínimo recomendado. Por isso, é preciso ficar alerta.

2. Evite alimentos gordurosos e açucarados

Como vimos, a fibra é fundamental para uma alimentação para idosos de qualidade, mas não é apenas ela.

Também é preciso fazer escolhas inteligentes de alimentos ricos em nutrientes e vitaminas, e certamente os alimentos gordurosos e açucarados não fazem parte desse time.

Apesar de já estarem enraizados na dieta do brasileiro, esses alimentos não podem compor uma alimentação saudável para idosos, pois eles não trazem nenhum benefício para a saúde, muito pelo contrário.

Além de não serem alimentos nutritivos, eles interferem diretamente na flora intestinal 6, o que não só atrapalha os hábitos evacuatórios, como também impacta na imunidade.

Por inflamar o organismo, uma alimentação pobre em fibras e nutrientes desequilibra a flora intestinal, diminuindo a capacidade de defesa do nosso corpo, deixando-o mais propenso a desenvolver doenças.

Já quando a microbiota está equilibrada, ela garante uma maior qualidade das atividades metabólicas, como a digestão de alimentos e a nutrição, além de fortalecer o sistema imunológico.6

3. Consuma três porções de legumes, verduras e frutas diariamente

Segundo recomendações do Ministério da Saúde, uma alimentação saudável para idosos precisa incluir ao menos três porções de legumes, verduras e frutas diariamente.7

Legumes e verduras como brócolis, acelga, espinafre, quiabo, entre outros precisam fazer parte das refeições diárias tanto dos jovens quanto idosos, mas sobretudo esse último grupo, que precisa de uma atenção especial, é indispensável.

Já para as frutas, o idoso pode consumir três ou mais porções durante o dia, seja pela manhã, em lanches ou até como sobremesa (o que ajuda a evitar o consumo de doce).

Se possível, também é recomendado incluir seis porções de cereais na dieta diária do idoso, dando preferência aos grãos integrais e aos alimentos em sua forma natural.

Aumente sua ingestão de fibras com Tamarine Fibras!

Sabemos que nem sempre é fácil controlar a ingestão de fibras durante o dia a dia.

O lado positivo é que Tamarine pode ajudar! Com 100% de fibras prebióticas em sua formulação, o Tamarine Fibras está disponível em diferentes versões. 8, 9, 10

Quer saber mais sobre os produtos Tamarine Fibras? Clique aqui e saiba mais!

Tamarine Fibras Pó e Gomas: alimentos isentos de registro de acordo com a RDC 27/2010.

 

Referências
  1. 1 1 Soenen S, Rayner CK, Jones KL, Horowitz M. The ageing gastrointestinal tract. Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2016;19(1):12-8.

  2. 2 2 Pilotto A. Aging and upper gastrointestinal disorders. Best Practice & Research Clinical Gastroenterology. 2004; 18:73-81.

  3. 3 3 Kenney WL, Chiu P. Influence of age on thirst and fluid intake. Med Sci Sports Exerc. 2001;33(9):1524-32

  4. 4 4 Andrade MA, Silva MVS, Mendonça S, Freitas O. Assistência farmacêutica frente à obstipação intestinal no idoso. Infarma. 2003;15(9-10):64-9.

  5. 5 5 Padovani RM, Amaya-Farfán J, Colugnati FAB, Domene SMÁ. Dietary reference intakes: aplicabilidade das tabelas em estudos nutricionais. Rev Nutr. 2006;19(6):741-760.

  6. 6 6 Paixão LA, Castro FF dos S. A colonização da microbiota intestinal e sua influência na saúde do hospedeiro. Univ Ci Saúde. 2016;14(1):85-96.

  7. 7 7 Ministério da Saúde. Biblioteca Virtual em Saúde. Nutrição da pessoa idosa. Disponível em https://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/223_nutricao_idoso.html . Acesso em janeiro/2022.

  8. 8 8 Bernaud FS, Rodrigues TC. Fibra alimentar: ingestão adequada e efeitos sobre saúde do metabolismo. Arq Bras Endocrinol Metabol. 2013;57(6):397-405.

  9. 9 9 Hengst C, et al. Effects of polydextrose supplementation on different faecal parameters in healthy volunteers. Int J Food Sci Nutr. 2009;60 Suppl 5:96-105.

  10. 10 10 Ranawana V, et al. Polydextrose: its impact on short-term food intake and subjective feelings of satiety in males-a randomized controlled cross-over study. Eur J Nutr. 2013;52(3):885-93.

  11. 11 11 Rotulagem do produto Tamarine Fibras Pó Solúvel.

  12. 12 12 Rotulagem do produto Tamarine Fibras em Goma.